Sexta-feira, 22 de Junho de 2007

1ª. Edição - O Folclore TGV

Conseguida uma moratória no projecto Ota, atestam-se baterias contra a segunda grande obra pública que o Governo em tempos anunciou: o TGV.

 

Ao que parece está já constituída uma task force no PSD para estudar a fundo o projecto, e mostrar que o TGV é ainda mais polémico e inútil do que a Ota.

 

Dadas as dimensões do país, nunca percebi muito bem porque precisamos nós do TGV.

 

Acho que quem anda na sombra a influenciar essa decisão “portuguesa” é a Espanha.

 

Aparentemente as linhas de comboios que temos, designadamente entre as principais cidades já satisfazem plenamente os utilizadores, e não vislumbro onde está o poder de compra português que garanta a sustentabilidade de uma ligação Lisboa-Madrid em alta velocidade.

 

Nem mesmo Porto-Vigo.

 

É, mais uma vez, aquela nossa mania de fazermos de conta que somos tão ricos como os outros.

 

Parece que o exemplo dos estádios de futebol para o Euro 2004 já caiu no esquecimento.

 

Ainda andamos a pagá-los, só que, infelizmente a memória dos portugueses é curta.

 

E disso se aproveitam certos senhores que por aí andam.

 

publicado por H. Dias Pedro hdp às 00:03

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 21 de Junho de 2007

Ainda O Referendo e...A Letónia Nudista

I

Falemos ainda do referendo sobre o tratado europeu.

0001qeqp0001r69z00007ef0

 

Segundo a “Lusa” e o “Sol” Francisco Louçã disse claramente que os governos europeus querem impedir a expressão da opinião popular sobre o assunto.

 

Usou a tal propósito a seguinte expressão:

 

“Isto é a prova da falência do europeísmo”.

 

Às vezes as vozes concordantes vêem de onde menos se espera.

 

II

E quanto a novidades temos essa corrida nudista nocturna, que irá ter lugar na Letónia, na madrugada de domingo, para festejar o solstício de Verão.

 

Está aberta à participação de todos, independentemente da idade, cor, sexo, e estão apenas autorizados ao uso de sapatos.

 

Por se tratar de uma novidade, num país ainda não habituado a tais sinais de modernidade, vai ser à noite, madrugada dentro, para não ferir consciências mais puritanas.

 

Dizem as notícias que vão ser apenas 150 metros, a atravessar uma ponte.

 

Apesar disso as autoridades irão montar um esquema de segurança.

 

No fim haverá cerveja para comemorar.

 

Haja algo que nos divirta.

 

“Concreto e Imaginário” porque hoje é quinta-feira.

publicado por H. Dias Pedro hdp às 00:24

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 20 de Junho de 2007

Não é batota?...Então é pior!...Como é que se chama?

Cá voltamos nós à questão do Tratado Europeu.

 

                             

                                REFERENDO !

Os vários líderes e políticos influentes querem à viva força impor-nos um Tratado que eles próprios congeminam, que vai ter a ver com a evolução da vida de todos nós, que vai determinar o nosso modo de relacionamento com os povos europeus, que vai será cartilha do papel de Portugal no meio de um naipe de países influentes.

 

Sempre nos disseram que a questão do Tratado seria referendada.

Agora, e renegando a palavra dada, para beneficiar os eurocratas que vivem a encher a barriga de retóricas europeias para benefício próprio, parece que já ninguém quer saber da opinião dos principais atingidos com as decisões que eles tomam, isto é, os cidadãos dos vários países europeus.

 

Basta ler as páginas on line do “Sol”, “Expresso” e “Público” de hoje.

Até já se chega à “chantagem” de ameaçar a Polónia.

Para esses senhores somos um número.

 

E tanto faz tratar-se de deputados europeus, como de chefes de partido, como de quaisquer personalidades influentes na nossa sociedade.

 

Os cidadãos não contam.

 

Para eles o que conta é encontrar o melhor processo de continuar a defender os seus próprios interesses, mesmo que para isso seja necessário iludir, contornar, evitar, a expressão da vontade dos povos.

 

Contra isto, valha o que valer, continuarei a dizer “não”, porque continuo convencido que “as pessoas” são mais importantes que o fingimento político.

 

Infelizmente a nossa história recente diz-nos que temos errado nas escolhas políticas.

O que nos prometem é deitado ao lixo.

O que nos prometem só serve para nos caçar o voto.

publicado por H. Dias Pedro hdp às 00:03

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 19 de Junho de 2007

"Jacinto Leite..."

Segundo notícia do “Expresso On Line”:

 

000qfgkg

 

A Polícia Judiciária, no âmbito do famoso processo Portucale, fez uma investigação às contas do CDS, designadamente no que se refere à entrada de um milhão de euros nas contas do partido em 2004. e terá detectado algumas coisas singulares ( O Expresso diz que são mirabolantes).

 

Desde logo nos nomes constantes dos recibos apresentados.

 

O título da notícia diz mesmo que há suspeita de falsificação de nomes nos recibos dos donativos.

 

Questionado sobre o assunto Paulo Portas terá dito que os donativos foram feitos apenas por militantes do partido.

Ora…esta notícia é importante por dois motivos:

 

Primeiro porque a verdade terá de ser investigada, embora me pareça difícil que o CDS tenha cometido qualquer ilegalidade.

 

Em segundo lugar, e se calhar até mais importante, ficamos a saber que os nossos investigadores andam a par com o “anedotário” nacional.

 

É que, segundo diz o Expresso, um dos nomes encontrados num dos recibos é, nem mais nem menos, Jacinto Leite Capelo Rego.

 

Até aqui…nada de mais…

 

Só que, uma célebre anedota do famoso “anedotário” português, conotada com piadas homosexuais, usa este nome, pronunciado por um “brasileiro”, com o respectivo sotaque, ficando pronunciado mais ou menos assim:

 

“Jácinto Leite Cápêlo Rêgo”.

 

Bom…

 

A ser verdade que existe um cidadão com o nome que vem no recibo, e que tenha de facto efectuado um qualquer donativo ao CDS, limito-me a fazer votos para que tal cidadão seja, pelo menos, de nacionalidade portuguesa, e não tenha qualquer sotaque além do original.

É que às vezes…

 

(BEM…E UM DIA DESTES TEREMOS DE FALAR NO FLOP SCOLARI).

 

Terça-Feira: Republicação de artigos de O Tripé  (Bruxos e Adivinhos) em “A Muralha”.

 

(Foto de Zequim).

 

publicado por H. Dias Pedro hdp às 00:03

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 18 de Junho de 2007

Agora...Também Nos Teatros ?

Notícia do semanário “Sol” dá conta de um protesto silencioso simultâneo em Lisboa e no Porto, contra a entrega pela Câmara da Invicta ao empresário Felipe La Féria do Teatro Rivoli.

 

Ao que se percebe o protesto conta com a participação de gente ligada ao meio do espectáculo, e terá como fundamentos, entre outros, os enunciados por Luísa Joana Gusmão, produtora de teatro, e que passamos a transcrever:

 

«um protesto contra a atribuição a um director artístico de um teatro municipal que vai ser ocupado com uma programação exclusiva, quando antes estava aberto a uma programação variada de diversos grupos e projectos».

 

«A Câmara Municipal do Porto justificou a entrega da exploração do Rivoli a La Féria dizendo que o teatro estava vazio e isso é errado: estava cheio com um público jovem que antes não tinha o hábito de ir ao teatro”.

«Disseram também que o teatro não dava dinheiro e eu acho que esse não pode ser o primeiro objectivo de um teatro municipal, que leve à entrega quase de mão-beijada a um empresário», através de um concurso público «pouco transparente».

 

Bem…talvez seja melhor perceber que isto de uma autarquia querer fazer qualquer coisa, mas depois, embora o protesto seja apenas isso, “um protesto”, não pode avançar porque há sempre alguém a não estar de acordo, sejam intelectuais e artistas a sério, ou até qualquer grupo mais ou menos anónimo de pessoas, isto, dizia eu, é uma coisa bem portuguesa.

 

Protesta-se por tudo e nada.

Protesta-se porque se protesta, ponto.

 

Nem sei de que lado está a razão.

Mas o que nisto importa reter é, outra vez, a indiciação de algo obscuro, ilegal, apontar a possibilidade de combinações à sucapa.

 

A coisa terá seguido os tramites de um concurso público, mas…está dito, ou melhor, insinuado, que tal concurso foi pouco “transparente” (sic).

 

A ser verdade, cabe perguntar:

-Também nos Teatros?

Segunda-Feira: Saga Kaliano em "O Tripé".

publicado por H. Dias Pedro hdp às 00:03

link do post | comentar | favorito
Domingo, 17 de Junho de 2007

Será Verdade?

Muito brevemente que hoje é domingo.

 

000pqks4

Recentemente o “Publico On Line” trazia um título assim:

 

“Tribunal obriga Finanças a devolver 24,6 milhões de fundos congelados à Madeira”.

 

No desenvolvimento da notícia percebia-se tratar-se de uma providencia cautelar, no Tribunal do Funchal, e não sendo por isso ainda uma decisão definitiva.

 

Mas, a ser verdade, e tratando-se do Tribunal do Funchal, que ninguém se admire se um dia destes vir ou ouvir por aí Saldanha Sanches a “dizer das suas”.

 

O pessoal já vai ficando habituado.

(Foto de Rui Freitas - Albuns)

publicado por H. Dias Pedro hdp às 00:03

link do post | comentar | favorito
Sábado, 16 de Junho de 2007

O Espanto dos Ingénuos

Há alguns dias atrás foi noticiado que a ETA (Organização Separatista Basca) declarou o fim das tréguas que em tempos tinha acordado com o governo espanhol, e que ia regressar à luta armada.

 

O primeiro ministro espanhol, Zapatero,  reagiu a isto com indignação, e pediu um “apoio unânime” na luta contra a ETA, dizendo qualquer coisa como isto:

 

"A ETA volta a enganar-se e vai na direcção contrária ao caminho que desejam a sociedade basca e espanhola".

 

O que me causa alguma perplexidade é esta falsa ingenuidade de alguns políticos europeus.

 

Acreditar na palavra de terroristas?

 

Alguém disse em tempos que tal negócio equivale a meter o inimigo dentro de casa.

 

Por outro lado é curioso Zapatero ter falado em sociedade basca.

 

Quanto ao facto de a maioria da sociedade espanhola não querer mais atentados nem confusões do género, não tenho quaisquer dúvidas.

 

O que acontece é que os famosos ideais da democracia pela tolerância, a compreensão e proximidade, adoptados no aconchego de gabinetes internacionais onde “cai bem” fazer-se de conta que se acredita nisso, levam depois ao aparente desencanto da realidade.

 

Quem no fundo sofre com isso são as populações indefesas.

 

Às vezes a falsa ingenuidade é mais preversa que a crueza de um tiro.

publicado por H. Dias Pedro hdp às 00:03

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 15 de Junho de 2007

Negociações

Já não se percebe nada.

 

O Governo chegou a acordo com a FESAP (uma das estruturas sindicais do sector da função pública) em matérias como carreiras, remunerações, promoções, etc…

 

As outras organizações sindicais que têm andado em maratonas negociais com o Governo, e que, pelo visto, assim ficarão fora do processo, vêm dizer que as matérias apresentadas pelo Governo à FESAP, e que possibilitaram o acordo alcançado, são diferentes das que andavam a ser discutidas.

 

Não é que me queira intrometer em tal matéria, mas parece haver aqui algo mal explicado.

 

E quando um dirigente de uma dessas organizações vem a público dizer que o Governo agiu de má-fé, bem…de duas uma:

 

-Ou isto é uma República das Bananas onde cada um diz o que quer e lhe apetece;

-Ou, então, as frentes sindicais que para aí andam já não têm criatividade para reforçar a sua posição negocial.

 

No pior sentido do termo, inventam.

 

E depois parece óbvio que palavras como coesãosolidariedade, "já eram...", mesmo no plano sindical.

Não sei se é o caso, mas às vezes o empolamento negocial de determinadas reivindicações acaba por ser um boomerang que se vira contra os seus próprios autores.

 

E a recente “greve geral” é capaz de ter sido, por contraditório que pareça, um instrumento de peso para enfraquecer o poder sindical neste país.

 

Há um velho ditado popular que tem aqui plena aplicação:

“Quem tudo quer, tudo perde”.

publicado por H. Dias Pedro hdp às 00:03

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 14 de Junho de 2007

As Desculpas Ao Presidente

Pelo visto tenho andado algo distraído com as notícias.

Não será de admirar já que, para quem tem acompanhado regularmente este Blog, e tendo lido o que ontem aqui foi publicado, fácilmente percebe que acontecimentos mais importantes têm retido a minha atenção.

 

Hoje, porém, não pode ficar sem uma referencia aquilo que li na página on line do “SOL” mas que se percebe foi publicado e divulgado por diversos órgãos de comunicação.

 

A Casa Civil do Presidente da República terá apresentado um protesto à RTP por esta, na transmissão das Comemorações do 10 de Junho ter interrompido a emissão em directo para pôr no ar dois blocos publicitários de largos minutos.

 

Na argumentação de tal protesto constam principalmente dois aspectos:

-que em anos anteriores a RTP não terá adoptado igual procedimento;

-que com isso privou os espectadores de partes importantes das Comemorações;

 

Na sequencia disto a RTP divulgou um comunicado no qual apresenta desculpas à Presidência da República, declarando que no próximo domingo, e à mesma hora, retransmitirá, na íntegra, as referidas cerimónias, nelas se incluindo o discurso do Presidente da República.

 

O caso, em si mesmo, não tem grande importância, e é para mim perfeitamente aceitável que os serviços da Presidência protestem quando entenderem, desde que devidamente fundamentados.

 

Não tem que haver qualquer limitação ou restrição de “direitos” só porque se está a falar da Presidência da República.

 

00002yzh

Este facto, porém, tem a meu ver outro, e mais subtil, alcance.

 

Desde logo faz-me recordar o recente caso passado na Venezuela com o encerramento de uma estação de televisão.

Atenção, e que fique bem claro, não estou a colocar o nosso actual Presidente da República no mesmo plano daquele dito Hugo Chavéz da Venezuela, nem sequer me passa pela cabeça que Cavaco Silva quisesse mandar fechar a RTP.

 

A lembrança tem a ver apenas com um facto simples:

-Até para a Presidência da República (mais alto cargo de um País) a importância dos meios de comunicação é indiscutível.

 

Depois porque em Portugal é recorrente falar-se da governamentalização dos meios públicos de comunicação social, e, entre eles, vem sempre à cabeça a RTP.

 

Não me ocorre de facto que, em situações semelhantes e em anos anteriores, a RTP tenha feito tal coisa.

 

Se isto fosse uma espécie de “caça às bruxas” seria caso para tentar saber, só por mera curiosidade, quem era o realizador ou director de programas que estava em funções àquela hora e naquele dia.

 

Se isto se passasse com Mário Soares ou Jorge Sampaio, essa ou essas pessoas já teriam a esta hora, muito provavelmente,  carta de recomendação para o fundo de desemprego.

 

Não nos alheemos, porém, de coisas aparentemente insignificantes.

 

É que nos últimos tempos, e assim só de vez em quando, têm vindo dos lados de Belém alguns pequenos “apontamentos” de desconforto quanto a certas tomadas de posição ou escolhas políticas do Governo.

 

O célebre caso da Ota é talvez o melhor de todos os exemplos.

 

Não sei se é verdade, mas afigura-se-me que está lentamente a perder gás o balão da famosa “cooperação estratégica”.

 

Com alguma similitude republica-se um dos primeiros artigos do Tripé (Sinais) em “Concreto e Imaginário”.

publicado por H. Dias Pedro hdp às 00:20

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 13 de Junho de 2007

A Filipa

Em 11 de Junho de 2007
Nasceu a Filipa
 
 
00001g8b
 
 
 
E  sendo o acontecimento mais importante dos últimos dias, significa tudo o que a vida tem de bonito, da alegria que transmite, do contentamento que nos faz acreditar sempre.
Neste momento, francamente, só me apetece anunciar que nasceu uma menina linda, que se chama Filipa, e que o seu nascimento é tão importante que não me apetece escrever sobre mais nada.
Por hoje chega.
A Filipa é mais importante que tudo o resto.
tags:
publicado por H. Dias Pedro hdp às 00:39

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

.Blog diário de Henrique Dias Pedro Outros Blogs a Visitar (Ver LINKS abaixo): CONCRETO E IMAGINÁRIO; REAL REPÚBLICA; BLOGS EM HIBERNAÇÃO: Fábulas: O TRIPÉ - FABULÁRIO; Espaço humorístico: TODOS AO BANHO;

.pesquisar

 

.links

.posts recentes

. ALGUMAS VERDADES

. O SÚBITO AMOR PELA BANDEI...

. NOMES E CURIOSIDADES

. EXPORTAÇÕES PORTUGAL........

. O CASÓRIO

. BRINQUEDO

. RETRATO

. FAZER CONTAS

. QUE CHATICE DE JANTAR

. SUBMARINOS?

.arquivos

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds